Buscar
  • Rodrigo Salvalagio

Principais dúvidas sobre castração

Respostas dos especialistas para as principais dúvidas sobre castração, procedimentos e recuperação dos bichinhos. #Spitz #Spitzalemao #petlovers #Spitzalemaoanao #dogowners #nomoreballs #myballsaremissing


Que a castração é importante, todos sabem, sempre há algum entendido na família que vem com aquela clássica frase: " -E aí? Já castrou? Porque tem que castrar, se não já viu.."

Para dismistificar o tema, seguem dois minutos de leitura sobre o tema!



1) Moramos sozinhos, será que precisa?

Mesmo para animais que vivem em apartamentos, casas ou condomínios onde não possuam contato com bichinhos do sexo oposto, a castração também é indicada. Ao contrário do que se pensa, a castração não é exclusivamente para evitar cria indesejada.

A castração possui um fator de saúde associado, melhorando a qualidade de vida do bichinho e evitando alguns tipos de tumores, prostatites, piometra nas fêmeas, tumor de mama e gestação psicológica.


2) Mas meu pet é velhinho, preciso mesmo castrar?

Os mais velhinhos precisam, certamente, de mais cuidados... Assim como nós humanos, nossos amiguinhos de 4 patas também perdem a resistência e enfraquecem com o tempo. Antes de tomar esta decisão, o dono e o veterinário devem estar pautados com resultados de exames que atestam as funções hepáticas, cardiológicas e pulmonar.

A castração, mesmo para cães adotados, só deve ser realizada se todas as funções do organismo estiverem perfeitas, somente após o tratamento do desvio identificado, é que o pet pode ser submetido à cirurgia.


3) OK, decidi castrá-lo. A recuperação exige muito sofrimento?

Como qualquer cirurgia, o processo de recuperação trará dores, cicatrização e exigirá tempo. Lembre-se que o pet não entenderá seu estado de dor, cortes, fragilidade de movimentos. O veterinário deverá receitar analgésicos e anti-inflamatórios adequados para o procedimento realizado para reduzir o desconforto e dores decorrentes do procedimento.


4) Depois da anestesia, meu bichinho irá acordar?

Esse medo é muito comum. (Até mesmo em nós, não é mesmo?) O risco existe, mas pode ser bastante reduzido ao escolhermos profissionais experientes e em clínicas de renome. Devemos ter em mente que cada animal reage de formas adversas para os medicamentos, portanto realizar testes e exames pré-anestésicos é uma maneira de reduzir os riscos associados.


5) Acabei de pegar uma fêmea. Quando devo castrá-la?

Essa é a dica mais polêmica. Os veterinários possuem opniões divergentes sobre o tempo de castrar as fêmeas. Há uma corrente que defende a melhor época para castração das fêmeas é após o primeiro cio (entre o sexto e o nono mês de vida).

Após o primeiro cio, os hormônios necessários para o desenvolvimento dos órgãos sexuais já fizeram efeito e os genitais não ficam com características infantis.

Estudos apontam que os hormônios envolvidos no primeiro cio auxiliam o desenvolvimento ósseo e muscular, evitando tumores futuros.

Outra corrente de pensamento, diz que evitar hormônios da maturidade, evita também problemas associados ao envelhecimento. Apenas um assunto é consenso: Não é necessário ter ao menos uma cria para a castração trazer seus benefícios.


Esse foi mais um post do Canil PetNany. Não se esqueça de nos seguir nas redes sociais Facebook (Canil Petnany) e Instagram (@petnany) e fique atento nos novos conteúdos e filhotes.

E excelente semana a todos!

0 visualização

​​​PetNany ​© 2020 | Orgulhosamente criado pela equipe PetNany

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

(11) 95001-5054 | (15) 99643-0050

Ibiúna • São Paulo/SP